newsletter |siga-nos

Talitha Rossi: a poética de uma geração na Janaina Torres Galeria

20 de October de 2017 • Notícias, Talitha Rossi

Talitha Rossi, O som do narciso #2 (2016), pigmentos sobre papel de algodão, 16 x 28 cm

A Janaina Torres Galeria tem o prazer de anunciar a representação da artista carioca Talitha Rossi. Dona de uma poética delicada e pungente, que transita por diversas linguagens – performance, fotografia, vídeo, escultura e objetos -, Talitha, 30 anos, traz ao leque de artistas da galeria o frescor de sua linguagem e de sua geração.

Um dos destaques do estande da Janaina Torres Galeria na Sp-Arte/Foto 2017, o trabalho de Talitha começa a ser adquirido por colecionadores de peso, numa demonstração de seu amadurecimento e crescimento profissional.

Geração selfie

“Um dos traços fortes do meu trabalho está relacionado à geração Y, que chamo de geração selfie, da qual faço parte”, diz Talitha.

“Há uma fobia social e uma supervalorização de falsas pessoas que se alimentam do ego virtual para se sentirem amados e aceitos na sociedade. Os padrões de beleza estão distorcidos, o culto ao corpo perfeito é exagerado, o estímulo pro consumo de massa é agressivo, a privacidade invadida virou status virtual. Surge uma nova linguagem escrita por símbolos, o convívio corporal tomou lugar para o convívio por telas e o instantâneo não vai ficar para memória. Pois não há registros em tempos de memórias curtas. Não há pensamentos a longo prazo”, afirma.

Talitha Rossi, Transfusão, 2015, Bordado sobre polaroid, 28 x 24 x 5 cm

Talitha retrata uma geração em que, nas suas palavras “os relacionamentos amorosos estão por
um fio”. Não por acaso, linhas e fios, carregados de vermelho, preto e branco, estão presentes em vários de seus trabalhos, que falam muito do universo feminino, as angústias, o deslocamento, os relacionamentos e do papel central da mídia na cultura contemporânea.

Talitha tem em seu currículo exposições em Londres, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

Autodidata, a artista exerce sua prática na experimentação, e aprende a lidar com a materialidade em seu próprio fazer artístico.

Talitha Rossi, Tenda vermelha, 2016, Pintura e bordado sobre fotografia vintage, 30 x 21 x 5,5 cm

Saiba mais

Talitha Rossi (página da artista)

Talitha Rossi – site oficial

Artista plástica faz performance sobre a geração Y (O Globo)

Exposições individuais

2016
CAPS LOCK | A mãe natureza e a filha da internet, Z42 Arte
Contemporânea, Rio de Janeiro – Brasil

2015
O que ninguém deu pra você, Espaço JL, Brasília; ArtRua, Rio de Janeiro -­
Brasil
Crua Alma Furta-‐Cor, Galeria Q-guai, Rio de Janeiro -­ Brasil

2014
O feitiço do fetiche, Galeria LOGO, São Paulo; Complex 111, Rio de Janeiro
-­ Brasil
SuperNova, Luhda Gallery, Rio de Janeiro – Brasil

2013
Cada um sabe a boneca que é, Oztel, Rio de Janeiro -­ Brasil

Exposições coletivas

2016 Através do espelho – Curadoria Isabela Portella e Jozias Benedicto, Galeria
de Arte Solar, Rio de Janeiro -‐ Brasil